Aprendo mais com abelhas do que com aeroplanos.
É um olhar pra baixo que eu nasci tendo.
É um olhar para ser menor, para o
Insignificante que eu me criei tendo.
O ser que na sociedade é chutado como uma barata
- cresce de importância para o meu olho.

Ainda não entendi porque herdei esse olhar para baixo.
Sempre imagino que venha de ancestralidades machucadas.
Fui criado no mato e aprendi a gostar das coisinhas do chão
- antes que das coisas celestiais.
Pessoas pertencidas de abandono me comovem:
tanto quanto as soberbas coisas ínfimas.
Manoel de Barros
in "Retrato do Artista quando Coisa" (1998)

Todas as actividades

Festival Internacional de Narração Oral em Montemor-o-Novo

Festa dos Contos 2012

18 e 19 de Maio 2012

Um programão, é o que oferece este ano, a Festa dos Contos de Montemor-o-Novo, com a participação dos IELTsistas do Memória Média e de Cláudia Fonseca e apresentação do audiolivro Era, não Era?, antologia de histórias tradicionais para crianças de todas as idades – uma parceria do IELT com a editora Boca. Entre muitos outros motivos para ir.
 

Programa
 
Sexta, 18 maio
21:15 Check point de histórias - projeto de recolha de histórias por Memória Média
21:30 Cristina Taquelim + Cláudia Fonseca
22:30 Cantares Fora D´Oras
22:45 Clare Murphy (Irlanda) + Sofia Maúl
 
Sábado, 19 Maio
11:00 Marco Luna contos no Mercado
14:00 Formação "Em busca do leitor que temos dentro" com Cristina Taquelim
17:30 Qual Albatroz “sessão para crianças” Marc Parchow
18:00 Sessão Familiar com Cláudia Fonseca
18:40 Lançamento do Livro “Era não Era?” Boca Editora (com a presença de Carlos Marques, Cristina Taquelim e Cláudia Fonseca
21:30 Tixa
22:20 Marco Luna
23:10 Rini & Bastolini
 
Este ano a Festa dos Contos tem a sua 3ª edição a par dos Contos Doutra Hora. Ao longo de 3 anos passaram pela cidade de Montemor-o-Novo cerca de 30 contadores de histórias de diferentes nacionalidades e com repertórios distintos. Desde setembro de 2009 que a Biblioteca Municipal Almeida Faria acolhe um narrador por mês - todas as Ultimas quintas-feiras de cada mês, entre Setembro e Maio. Os contadores contam para toda a gente que goste de ler e ouvir histórias no pátio da Biblioteca publica nas noites amenas e, dentro da biblioteca nas noites de Inverno. No final de cada ano, encerra-se a atividade comemorando o seu sucesso com a FESTA DOS CONTOS.
 
Chega agora a altura da cidade de Montemor-o-Novo se afirmar como uma paragem obrigatória no caminho dos ouvintes, sejam eles locais ou estrangeiros. A 3ª edição deste Festival demarca-se das outras pela qualidade e diversidade dos contadores. Teremos espaço para registar histórias, para aprender, para ouvir e essencialmente para conviver. Ao Longo destes 3 anos a Biblioteca Municipal Almeida Faria foi ficando um lugar bem mais quentinho, um lugar onde as histórias habitam em cada canto, em cada pessoa curiosa que por aqui passa.
 
Os Contos Doutra Hora é uma projeto de intervenção artística que assenta na divulgação do ato de contar e ouvir histórias. É uma iniciativa da Câmara Municipal de Montemor-o-Novo em parceria com o contador Carlos Marques.

© 2014 IELT - FCSH/UNL. Todos os direitos reservados. Webmaster